Tampa Coração

tampa

cora

 

 

ção

Lembra do cantinho com teu nome?

Das orelhas dividindo o mesmo fone?

Daquele olhar que acaba até com fome?

Tudo cantinho coração.

coração

Lembra das bochechas encovadas?

Das cócegas destinadas

À minha boca escancarada

Num sorriso contigo coração…

coração

Lembra das viagens inexistentes

singramos ambos contentes

Imaginadas sem correntes?

Todas contiguo coração!

coração

Lembra do fumo declamado

Do sorriso/abraço acalorado

Ou do desejo aflorado?

Toda cantiga coração.

coração

Lembra da minha panela/peito

De nosso juramento feito

Ou de meu amor eleito?

Tu és toda tampa coração.

Anúncios
Esse post foi publicado em Freico Nordon, Poema e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s