Infantil Adulterado!

download

O ser adulto é inteiramente chato e repetitivo. Vou explicar por quê. Quando crianças vivemos nossos maiores sonhos em segundos, cultivamos nossas amizades por anos e somos felizes por uma reprise de Chaves ou um troco que a mãe nos dá, depois da feira. Agora, quando crescemos e atingimos essa tal “fase adulta”, a coisa fica intoleravelmente replicada, mas uma réplica ruim, onde somente os defeitos de ser criança são mantidos…

Adultos, embora preocupados e comprometidos com seus relatórios, reuniões, deveres e contas a pagar, são as mesmas crianças de antes, agora com uma dose de mesquinharia, desdém e necessidade de se provar ser alguém mais importante do que é. A regra é simples: quanto mais complicada a vida, a infantilidade é ainda mais aguçada.

No trem, ônibus, sempre analiso os rostos, as roupas, os cabelos e toda a importância de cada um desse rebanho insignificantemente responsável. Todos brincando de ser grande, com seus brinquedos maiores e mais caros, iPhonezados, com sua pachorra deselegante e imbeciloide de acatar aos patrões, como a seus pais ou a fraquejarem por momentos de recreio com sua Happy Hour rotineira: que mamadeira o quê, queremos chopp  e queremos agora!

Como as crianças, não escutam mais, não por serem imaturas e desobedientes, não! Mas por terem, agora por lei, o direito de não escutar: a maioridade é uma hipocrisia legalizada, ainda pior que qualquer outra droga sintética.

Ainda me pergunto: não seria infantil cultivar riquezas que não se possa gastar? Não seria infantil tornar picuinhas sua única arma para o sucesso? Não seria infantil se dizer adulto apenas por ter uma morada sem pai/mãe, ou um punhado de filhos pra lhes desgraçar?

images

Não seria infantil votar por uma dirigência que, por direito, deveria existir em plenitude, sem qualquer paga ou julgamento? Não seria infantil se infantilizar?

Estarei esperando pelas respostas na minha casa da árvore, chupando meu dipnlik adulterado, cutucando meu nariz escondido, batendo bafo com alguns Pokemóns imaginários e enganando o bobo na casca do ovo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Base de raciocínio e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s