Couve. Flor!

 

 

 

 

 

 

Couve me ouve, quero mais!

Comer couve-flor é tão bom.

Comer couve-flor.

Couve-flor

Comer flor?

Me ouve?

Comer o que?

De que cor?

Couve!

Quero mais um pouco!

Me da couve!!

Louco!??

Quero couve e pronto!

Ai de quem me couver!!

Quer!?

Me dá!

Me passa sal,

pimenta,

canela

urucum pra corar!

Me da couve, flor!

Me dá!

 

_Maickson Alves_

Anúncios
Esse post foi publicado em Base de raciocínio, Freico Nordon, Poema e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s