Contrição do Nada ao Tudo

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

               fdgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfg                                                             fgf

Para os que me tomam por poeta sucinto

deixo-lhes algumas palavras de meus soluços

que me calam sorvendo respostas.

De algum modo, do gaudeirismo, nascem

meus versinhos de pouca entonação:

encontro de ilusões brancas pretas amarelas

em prol da confissão que exclama “Homem,

por de trás destes óculos e olhos e lápis,

deste mundo que beira, há um poeta!

Um poeta que inflama por, de algum modo,

do gaudeirismo parir teus versos.”

Da contrição emergi os pesares

que, de tortos, evoluem a minha poesia,

enriquecendo-a à sombra de minha dúvida.

Quando abro boca, as palavras que brotam 

esvaem-se como espuma, como diabo…

quando a fecho, nutrem-se de interesse,

os vocábulos dum branco preto amarelo…

Assim, de algum modo e não de algum tempo

floresce dum vão momento

                            O Nada do Tudo.

                                                                   _Poeta Inconsciente_

PS: Baseado no ‘Poeta de Sete Faces’ de Carlos Drummond de Andrade


Anúncios
Esse post foi publicado em Base de raciocínio, Freico Nordon, Poema e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Contrição do Nada ao Tudo

  1. Nara Aragão disse:

    Adoro esse poema! *.*

    Belo post meu meninão!!!

    =D

    Um beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s